sexta-feira, 5 de julho de 2013

volcano (confesaré mis mentiras)

Não tive tempo de olhar pro céu essa semana. Lembrei-me disso tão subitamente quanto olhar para um post-it e lembrar-se de um afazer, e portanto, eu poderia pregar um monte deles em casa com avisos enormes: veja o céu! visite as estrelas! faça companhia às nuvens. Acendi uma vela pra mim. Em prol de uma oração aos meus feitos demoníacos, bruxos. Tenho certeza agora da minha religião solitária e estou embarcando numa maresia bonita. Quis ter um cigarro pra fumar e um bom vinho pra beber, mas ele levara todos os bons vinhos, os bons livros e os bons fumos. Não que ele não merecesse. E por mim, tudo bem. Mas ele, apesar de diversas tentativas, não poderia levar-me o céu. E deixado, ficado, à cinzenta pasta de aquarela tão perfeitamente desenhada pelos deuses humanos que saudamos, mortos ou não, fiquei à deriva daquele mar indomável. Sob aquela varanda sem grades, sujando os pés descalços com os azulejos manchados de chuva. E ele não precisava de mim, nem o céu, nem o homem. Quem precisa de mim sou eu. Não confie em ninguém, nunca confie em ninguém. Nem nas estrelas. Nem nas nuvens. Tão menos ainda à Lua! Não confie em mim, meu bem. Não confie em mim. No seu décimo oitavo aniversário lhe darei um presente: a verdade. E nós dois seremos enforcados.

(don't hold yourself like that, you'll hurt your knees. I kissed your mouth and back but that's all I need. don't build your world around volcanoes melt you down. what I am to you is not real, what I am to you you do not need, what I am to you is not what you mean to me. you give me miles and miles of mountains and I'll ask for the sea. don't throw yourself like that in front of me, I kissed your mouth your back is that all you need? don't drag my love around volcanos melt me down. what I am to you is not real, what I am to you you do not need, what I am to you is not what you mean to me. you give me miles and miles of mountains, and I'll ask for what I give to you is just what i'm going through this is nothing new. do no just another phase of finding what I really need is what makes me bleed and like a new disease she's still too young to treat. volcanos melt me down, she's still too young. I kissed your mouth, you do not need me) damien rice.

Nenhum comentário:

Postar um comentário