quarta-feira, 5 de março de 2014

"a eternidade tem as suas pêndulas"










nem por não acabar nunca deixa de querer saber a duração das felicidades e dos suplícios.

Nenhum comentário:

Postar um comentário